Como avaliar minha empresa: Principais indicadores

No artigo de hoje vamos aprender os melhores indicadores para conhecer sua empresa e avaliar como está indo a saúde financeira dela, além de auxiliar na tomada de decisões.

Vamos começar com os indicadores de endividamento, passaremos pelos indicadores de rentabilidade e terminaremos conhecendo o CAC e ticket médio.

 

Liquidez seca

 

Este indicador nos mostra a capacidade de uma empresa de pagar suas dívidas, é importante pois com ele o empresário pode ter uma visão de quanto sua empresa de fato esta devendo, não levando em conta o estoque.

Tiramos o estoque pois queremos ver se conseguimos pagar nossa dívida sem vender nada, já que não podemos depender de uma venda futura para pagar uma dívida no presente.

 

É calculado pela fórmula: Ativo Circulante – Estoque / Passivo Circulante

 

Onde:

  • O ativo circulante é tudo que pode ser transformado ou já é dinheiro, como o caixa, contas de banco, conta a receber de clientes, e estoque;
  • O passivo circulante é todas as despesas ou dívidas no curto prazo de uma empresa, ou seja, tudo que deve ser pago pela empresa;
  • O estoque nada mais é que a mercadoria que a empresa possui.

 

Um exemplo: Uma empresa tem R$ 12.000 de ativo circulante, R$ 2.000 de estoque e R$ 4.000 de passivo circulante, então temos:  12.000 – 2.000 / 4.000 = 2,5

 

Concluímos que:

 

  1. Podemos dizer então que nesta empresa de exemplo, para cada R $1 de dívida temos R $2,5 para pagar.
  2. O ideal é sempre tentar manter esta relação acima de 1 para não ficar endividado.

 

Liquidez imediata

 

Este indicador é muito parecido com o último, também ajuda a identificar e a avaliar a saúde da empresa, mas a diferença é que este mostra o quanto pode de fato pode pagar da dívida.

 

É calculado pela fórmula: Disponibilidade / Passivo circulante

 Onde:

  • A disponibilidade é o dinheiro sem precisar converter, como o caixa, contas de banco ou até cheques (podemos perceber que a disponibilidade também está dentro do ativo circulante), ou seja, o dinheiro que já pode ser usado.

 

Um exemplo: Uma empresa tem disponível R$ 80.000 e tem um passivo circulante de R$ 50.000, portanto a fórmula ficaria assim: 80.000 / 50.000 = 1,6

Podemos usar a mesma lógica da liquidez seca, onde para cada R$ 1 de dívida temos R$ 1,6 para pagar.

 

GE (GRAU DE ENDIVIDAMENTO)

 

Este é o grau de endividamento que serve para mostrar o quanto uma empresa tem de dívidas em relação ao seu ativo.

 

Sua fórmula é: Passivo exigível / Ativo

 

Onde:

 

  • Passivo exigível é tudo que a empresa deve pagar ao fim do exercício, ou seja tudo que a empresa deve pagar caso ela feche, é a soma do seu passivo circulante com passivo não circulante;
  • Ativo é tudo que a empresa tem.

 

Um exemplo: Uma empresa tem de Passivo exigível de R$ 75 mil e um ativo de R$ 100 mil, ao usar a fórmula: 75.000 / 100.000 = 0,75

Com isto podemos concluir que a cada R $1 que a empresa possui ele tem R $0,75 de dívida, ou ainda, que 75% de tudo que a empresa tem serve para quitar a dívida caso venda tudo e feche a empresa.

REI

 

Este indicador serve para ver o quanto uma empresa está faturando de fato baseando se em seu patrimônio líquido, ou seja, mostra a sua rentabilidade.

 

Sua fórmula é:  Lucro Liquido / Patrimônio Liquido x 100

Onde:

 

  • Patrimônio líquido é o capital que a empresa possui, pode ser encontrado utilizando a fórmula: Ativo – Passivo;
  • Lucro líquido nada mais é do que o lucro que a empresa tem de suas atividades, o ideal é utilizar o lucro dos últimos 12 meses.

 

 

Exemplo: A empresa x tem o lucro líquido de R $10 mil nos últimos 12 meses, e tem um patrimônio líquido no valor de R $100 mil. Utilizando  a fórmula: 10.000 / 100.000 = 0,1 x 100 = 10%

Chegamos a conclusão que a rentabilidade  desta empresa é 10% ao ano (caso tudo permaneça igual).

O roi não serve somente para calcular a rentabilidade da sua empresa mas também do investimento dela, como por exemplo:

A empresa X investiu R$ 10 mil por mês em marketing, e conseguiu gerar R$ 15 mil por mês, portanto a empresa gastou em 12 meses R$ 120 mil, e lucrou R$ 180 mil, 180.000 – 120.000 / 120.000 = 0,5 = 50%.

 

Margem líquida

 

É o percentual de lucro sobre a receita, mostra o quão lucrativo é uma venda de determinado produto, ou mesmo de toda a empresa.

 

Sua fórmula é:  Lucro Líquido / receita total x 100

 

Onde:

 

  • Receitas total é o quando a empresa faturou em determinado período, se seu faturamento for R $100 mil este é o valor de suas receitas;
  • Lucro líquido é sua receita diminuindo as despesas, custos, descontos, devoluções e impostos.

 

Exemplo: A empresa teve um lucro líquido anual de R$ 250 mil, e suas receitas líquidas foram R$ 450 mil, usando a fórmula: 250.000 / 450.000 x 100 = 55% ou seja, 55% de lucro sobre suas vendas.

 

Na margem líquida:

 

  • Se estiver aumentando é bom, já que mostra que está se tornando mais rentável;
  • Se estiver caindo é ruim, já que mostra que a empresa está diminuindo o seu lucro por algum motivo.

 

Margem bruta

 

Mostra o desempenho da sua empresa, mostrando o quanto de dinheiro sobra para pagar as despesas e impostos.

 

Sua fórmula é: Lucro bruto / receitas totais x 100

 

Onde:

 

  • Lucro bruto é a sua receita descontando todos os custos envolvidos no processo do seu produto

 

Exemplo: Sua empresa teve a receita de R$ 100 mil, com custo de R$ 70 mil, a conta ficaria assim: 30.000 / 100.000 x 100 = 30%, ou seja, 30% sobra para o pagamento de outras despesas e impostos, caso a soma deles sejam R$ 20 mil, e aplicando a fórmula da margem líquida: 10.000 / 100.000 x 100 = 10%

 

Com o cálculo destas duas margem feito anualmente ou trimestralmente podemos ter uma ideia de como a empresa está indo.

 

Na margem bruta:

 

  • Se a margem estiver aumentando isto é bom, pois estamos conseguindo melhorar o desempenho diminuindo o custo mesmo vendendo a mesma quantidade;
  • Se estiver caindo isso é ruim quer dizer que estamos com os custo aumentando mesmo vendendo o mesmo, ou vendendo mais mas com os custo aumentando ainda mais.

 

CAC

 

É o custo de aquisição de cliente, ou seja, o quanto você deve gastar para conquistar um novo cliente.

 

Sua fórmula é:

Investimento de marketing (IM) + Investimentos Vendas (IV) / Número de clientes (NC)

 

Onde:

 

  • IM é o quanto foi gasto em marketing, seja em propagandas em post em redes sociais, panfletos etc;
  • IV são as despesas que teve em cada venda feita;
  • NC é a quantidade de novos clientes.

 

Exemplo: Uma empresa gasta em um mês R$ 7 mil em marketing, R$ 4 mil em despesas e conseguiu conquistar 25 novos clientes, aplicando a fórmula temos: 7.000 + 4.000 / 25 = 440.

 

Portanto o custo de conquistar um novo cliente é R$ 440, mas este indicador não diz muito se analisado sozinho, mas se usarmos com o ticket média isto pode dizer muito o caminho que devemos tomar na nossa empresa, se devemos focar em marketing e conquistar novos clientes ou em investimentos para diminuir nosso custo e despesas.

Ticket Médio

 

Basicamente é o valor médio gasto pelo cliente na sua empresa, mas a sua análise deve ser feita baseado no histórico, ou seja, deve ver se está aumentando, diminuindo ou se mantém estável.

 

Sua fórmula é: Faturamento total / pedidos

 

Onde:

 

  • Faturamento total é sua receita em determinado período;
  • Pedidos é para quantos clientes foram feitas as vendas.

 

Exemplo: Sua empresa faturou em um trimestre R$ 100 mil e vendeu para 2000 clientes diferentes, o seu ticket médio é:  100.000 / 2000 = R$ 50.

 

Cada cliente seu compra em média R$ 50 da sua empresa, e sabendo disto  podemos analisar com o CAC e ver as seguintes situações:

 

  • Se o valor do CAC for R$ 30 e o ticket médio R$ 50, vale a pena tentar conquistar novos clientes já que você gastará R$ 30 e vai receber R$ 50, ficaria com um “Lucro” de R$ 20;
  • Se o CAC for R$ 70 e o ticket R$ 50, vale mais a pena investir em melhorar o seu processo do que adquirir novos clientes, já que você gastará R$ 70 para conquistar, mas só vai ganhar R$ 50.

Compartilhar esta matéria

Share on facebook
Share on google
Share on email
Share on whatsapp